OS 4 CAMINHOS DO YOGA

Há quatro caminhos principais de Yoga – Karma Yoga, Bhakti Yoga, Jnana Yoga e Raja Yoga. Estão de acordo com cada temperamento ou abordagem diferente diante da vida. Todos os caminhos levam em última instância, para o mesmo destino – a união com Brahman ou Deus – e as lições de cada uma devem ser integradas se deseja alcançar a verdadeira sabedoria.

Karma Yoga, o yoga da ação

É o caminho escolhido principalmente por aqueles de natureza extrovertida. Ela purifica o coração, ensinando-nos a agir desinteressadamente, sem pensar em ganho ou recompensa.
É desprender-se dos frutos de nossas ações e oferecer-lhes a Deus, assim aprendemos a sublimar o ego. Para atingir este objetivo é útil repetir um mantra durante o desenvolvimento de qualquer atividade para manter a mente focada.

“Karma Yoga é a devoção altruísta de todas as atividades internas e externas como um sacrifício ao Senhor de todas as obras oferecidas para o eterno como Mestre de todas as energias e austeridades da alma”

Bhagavad Gita

 

Os principais componentes que determinam se uma ação pode ser descrita como Karma Yoga são:

Atitude Correta

Mais do que o que você faz , é a atitude durante a ação que determina se uma tarefa é um trabalho de karma yoga, ou seja,  um trabalho voluntário desinteressado ou compulsório. Para Swami Sivananda o trabalho voluntário ensina-nos a “dar as mãos para trabalhar e manter sua mente fixa nos pés de lótus do Senhor.”

Motivação adequada

Mesma atitude. Mais do que o que é feito, o motivo real por trás, é o que deve ser considerado. O motivo deve ser puro. Swami Sivananda diz: “O homem, geralmente planeja conseguir frutos antes de iniciar qualquer tipo de trabalho. A mente é tão estruturada que não pode pensar em qualquer tipo de trabalho sem remuneração ou recompensa. Um homem orgulhoso (com soberba) não pode fazer nenhum trabalho. Apenas pesará trabalho e dinheiro em uma balança. O trabalho desinteressado é desconhecido para ele”.

Fazer o seu dever

Muitas vezes, o “dever” é referido a “correção”. Incorrerá em demérito se evitar o seu dever. Seu dever é a Deus, ou ao Ser, ou ao Mestre Interior que lhe ensina através de circunstâncias de sua vida quando elas surgem.

Fazer o melhor que pode

Faça o que fizer, faça o melhor que puder. Se você sabe a melhor maneira de servir, você deve aplicar. Não pare, por medo de esforço ou críticas. Não trabalhe de maneira descuidada só porque ninguém está olhando, ou porque você sente que a tarefa não é para você. Dê o seu melhor. Tente realizar ações que podem trazer o máximo de bondade e o mínimo de maldade. Pratique Karma Yoga mais e mais.

Renúncia resultados

Deus é o criador. Você não é o criador, você é apenas o instrumento. Você não sabe as intenções de Deus ou dos seus planos. Deus é o ator. O Ser nunca atua, se modifica. Apenas as Gunas, que são as três qualidades, estão jogando. A maneira de perceber essa verdade é trabalhar constantemente para o bem do próprio trabalho e longe dos resultados, bons ou maus. É o desejo de ação que compromete o indivíduo. É o desapego da ação que dilui as sementes cármicas. Desapego dos resultados também significa desapego ao próprio trabalho. Nenhuma tarefa é melhor ou pior do que outra tarefa diferente. Não se apegue ao seu trabalho. Esteja pronto para sair do seu trabalho, se necessário.

Servir a Deus ou ao Ser em tudo

Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Adaptar-se, ajustar-se, acomodar-se. Suporta o insulto, suporta a ofensa. Unidade na Diversidade. Somos parte do corpo. Pratique a humildade de agir. Cuidado com poder, fama, nome, orgulho, confiança.

Seguir a disciplina da tarefa

Cada trabalho é um professor de algum tipo. Você pode aprender habilidades diferentes desempenhando funções diferentes. Cada trabalho tem exigências diferentes em termos de tempo, concentração, habilidade, experiência, entrega emocional, energia física ou vontade. Busca tentar realizar bem qualquer tarefa que você está fazendo.

Bhakti Yoga, A Senda da Devoção e do Amor Divino

Este caminho apela especialmente para aqueles de natureza emocional. O Bhakti Yogi é motivado principalmente pelo poder do amor e vê Deus como a personificação do amor. Ele se dá a Deus através da oração, louvor e ritual, canalizando e transmutando suas emoções em amor incondicional ou devoção. Entoar ou cantar com louvor a Deus é uma parte substancial do Bhakti Yoga.

Jñana Yoga, O caminho do Conhecimento ou Sabedoria

Este é o caminho mais difícil, exigindo muita força de vontade e do intelecto. Usando a filosofia do Vedanta, o Jñana Yogi usa a sua mente para investigar sua natureza. Nós percebemos o espaço dentro e fora de um vidro como diferente, como vemos a nós mesmos separados de Deus. Jñana Yoga leva o devoto à experiência de sua unidade com Deus diretamente, para dissolver o véu da ignorância quebrando o vidro. Antes de praticar Jñana Yoga , o aspirante deve ter integrado as lições das outras sendas yogicas – pois sem altruísmo e amor a Deus, e sem a força do corpo e da mente, a busca da auto-realização pode se tornar mera e vazia especulação.

Raja Yoga, A Ciência de Controle Mental e Físico

Muitas vezes chamado de “caminho real” fornece um método abrangente para controlar as ondas de pensamento, transformando nossa energia mental e física em energia espiritual. Raja Yoga é também chamado de Ashtanga Yoga, referindo-se aos oito passos que levam ao controle mental absoluto. A principal prática de Raja Yoga é a meditação. Ele também inclui todos os outros métodos que ajudam a controlar o corpo, energia, sentidos e a mente. O Hatha Yogui usa Relaxamento e outras práticas como Yama, Niyama, Mudras, Bandhas, etc, para ganhar o controle do corpo físico e da força vital sutil, chamada Prana. Quando o corpo e energia estão sob controle, a meditação vem naturalmente.

QUEM SOMOS?
CONTATOS
REDES SOCIAIS
MISSÃO

Celular: (22) 981123662
Telefone: (22) 21421854
E-mail: casagaiamacae@gmail.com

Endereço: Rua Dr. Bueno 609, Imbetiba

Faça parte da nossa lista de contatos
e fique por dentro das novidades!

@viniciuscasagaia

@vidaplena.ayurveda