Comida de verdade!

Nos últimos séculos passamos por eventos que possibilitaram que o

desenvolvimento tecnológico crescesse num ritmo exponencial, jamais visto antes,

como a revolução industrial, a globalização, a chegada da era da informação, entre

outros. Um dos efeitos da globalização é a homogeneização de padrões de

fabricação e serviços.

“Mas o que isso tem a ver com alimentação?” você deve estar se perguntando. Tem muito, eu explico. Esses eventos também afetaram a indústria de alimentos, surgindo a industrialização da comida e a globalização permitiu que esses alimentos fossem distribuídos por todo o mundo, na tentativa de homogeneizar os hábitos alimentares. Um bom exemplo disso são algumas redes de fast food que existem em quase todos os países ou refrigerantes que são comercializados mundialmente. Como consequência disso estamos sofrendo dois tipos de transição: a epidemiológica e a nutricional. A transição epidemiológica consistiu na redução prevalência de doenças infectocontagiosas, causadas por vírus e bactérias, e o aumento da prevalência de doenças crônicas não transmissíveis, causadas predominantemente pelo estilo de vida. Quanto a transição nutricional, diz respeito à diminuição da prevalência de desnutrição e o aumento da prevalência de obesidade. A dúvida que fica é: como reverter isso? Você já ouviu falar sobre "comida de verdade"?

Nos dias de hoje não é difícil encontrar alguém falando sobre o que ela acha ser uma alimentação saudável, não é mesmo?! O problema é que nem tudo o que encontramos está correto e muitas informações falsas acabam sendo disseminadas, resultando nas mais malucas “dietas da moda”. Pois bem, o que seria então essa tal comida de verdade? Nós vivemos num mundo amplamente industrializado, o que possibilitou a criação da chamada comida industrializada. A comida de verdade é aquela que você sabe de onde veio, o que tem nela, como foi feita, é uma comida sem mistério, sem "fórmula secreta". Você aceitaria ficar de olhos vendados enquanto um completo desconhecido coloca alguma coisa na sua boca pra você mastigar e engolir? É basicamente isso que estamos fazendo! Tornou-se comum consumirmos alimentos que nem sabemos do que foi feito. Leia a lista de ingredientes de um refrigerante, você conhece tudo que foi usado em sua fabricação? Sabe como é feito? Faça o mesmo com a salsicha, biscoitos de todos os tipos, hambúrguer, nuggets, doces de todos os tipos, etc.

Em contrapartida estamos deixando de comer alimentos que, sem exagero, foram a base da nossa alimentação durante milênios: os alimentos que são naturalmente alimentos do jeito que são. De onde vem o arroz? Da espiga de arroz. O que tem na laranja? Só laranja. Não tem aquele mistério, não tem ingrediente desconhecido, sabemos de onde veio, o que tem nele e como foi feito. Comida consciente. Dica de ouro:


Uma vida saudável não é uma receita só de um ingrediente. Nela vai: atividade física, sono, exposição ao sol, hidratação, saúde mental, etc. No entanto, a alimentação tem um peso grande nessa receita e merece bastante atenção de quem a prepara!

Vale lembrar que não existe fórmula mágica de dieta que sirva pra todo mundo! A combinação dos alimentos da alimentação de uma pessoa vai depender dos seus hábitos, da sua cultura (alimentos comuns no RJ podem não ser comuns na BA ou RS, e vice versa), sua renda, suas habilidades culinárias, sua disponibilidade para cozinhar, dentre muitos outros fatores.

Entretanto, uma vida saudável sem comida de verdade se torna inviável e comer comida de verdade não significa uma vida de restrição e sofrimento, nem de alto custo! Tem comida de verdade para todos os gostos e bolsos, acredite!

Agora, como saber qual a melhor "combinação de alimentos" (também chamada de dieta) pra você? O nutricionista é o único profissional capacitado e legalmente habilitado para fazer isso, um planejamento alimentar individualizado, que respeita a sua realidade, atende seus objetivos e promove saúde ao mesmo tempo! Procure um profissional de nutrição.

É comum pensarmos que ao optar por uma alimentação menos industrializada, mais natural, estamos sentenciados a uma vida de sofrimento, uma vida de "passar vontade". Mas isso não é verdade! Os alimentos industrializados são FEITOS para "serem gostosos", pra viciar mesmo, porque senão não venderia, e o objetivo é vender mais que comida de verdade pra que eles possam lucrar. Comida gostosa se faz com temperos e preparo adequado.

Na natureza temos inúmeros ingredientes que podemos usar para dar sabor, cor e aroma nas preparações, como: alho, cebola, salsa, coentro, alfavaca, sálvia, cebolinha, alho-poró, cúrcuma, tomilho, manjericão, louro, hortelã, hortelã pimenta, pimenta do reino, cominho, limão, isso só pra falar dos mais comuns, mas existem muitos mais!! Usar esses ingredientes é ganhar sabor, aroma e saúde!!

Além disso, optar por uma alimentação mais natural e saudável não significa nunca mais comer alguma comida industrializada. Alimentação saudável é sobre o seu dia a dia, sua rotina alimentar, que permite algumas exceções. A nutrição pode e deve estimular a alimentação saudável sem terrorismos!


Rafael da Silva Rosas

Nutricionista

CRN4: 19101692

9 visualizações
QUEM SOMOS?
CONTATOS
REDES SOCIAIS
MISSÃO

Celular: (22) 981123662
Telefone: (22) 21421854
E-mail: casagaiamacae@gmail.com

Endereço: Rua Dr. Bueno 609, Imbetiba

Faça parte da nossa lista de contatos
e fique por dentro das novidades!

@viniciuscasagaia

@vidaplena.ayurveda